6 coisas super estranhas que acontecem no corpo quando se faz muito sexo

Além do prazer, o ato sexual tem outros efeitos interessantes sobre o organismo humano que os pesquisadores vêm descobrindo nos últimos tempos.

67u67

Selecionamos seis dos efeitos mais surpreendentes, confira!;

1 – Estimula o olfato: O Dr. Samuel Weiss e seus colegas da Universidade de Calgary, canadense, chegaram à conclusão de que a prolactina e outros hormônios produzidos pelo organismo, em resposta ao gozo sexual, estimulam a formação de novas células no bulbo olfativo cerebral, responsável no cérebro pelo olfato, estimulando este sentido.

2 – Inibe a dor: Barry Komisaruk, neurocientista e professor da Universidade Rutgers, disse que atingir o clímax sexual inibe a dor e a liberação de transmissores de dor da medula espinhal, impedindo-os de alcançar os neurônios responsáveis pela percepção de dor.

Segundo o especialista, o efeito do clímax, aumentando o limiar da dor do organismo, é análogo ao da morfina.

loading...

3 – Ajuda a prevenir o câncer de próstata: Pesquisa da Universidade de Nottingham descobriu que os homens com uma vida sexualmente ativa aos 50 anos têm um risco menor de câncer de próstata do que os homens desta idade que não mantêm relações.

Segundo os cientistas, isso acontece por que as relações habituais ajudam a limpar a próstata, prevenindo a doença.

4 – Favorece o crescimento de células cerebrais: Pesquisa da Universidade de Princeton, nos Estados Unidos, publicada na revista científica PlosOne, concluiu que as relações sexuais estimulam o crescimento de células cerebrais no hipocampo, parte cerebral responsável pela memória.

5 – Induz ao sono: O Dr. Arun Ghosh, especialista do Spire Liverpool Hospital, na Inglaterra, afirma que, para um homem, um poderoso orgasmo é o equivalente a três miligramas de diazepam (ou Valium)” e recomenda que os casais façam sexo à noite, já que o organismo procura descansar depois da relação sexual.

6 – Ajuda a prevenir a incontinência urinária: Segundo o Dr. Gillian Vanhegan, as relações sexuais podem ajudar a prevenir a incontinência urinária, ou seja, a perda do controle voluntário da bexiga e, portanto, da urina. Isso ocorre, segundo a pesquisa recente, porque, no ato sexual, os músculos pélvicos são exercitados.

loading...

Leave a Reply